domingo, 26 de abril de 2015

Informações sobre a Greve

Em Assembleia Geral, dia 25 ficou decidido pelo retorno à greve. 

Quanto ao NOSSO COLÉGIO, ainda não sabemos quantos professores e funcionário vão aderir à greve. 

Somente na Segunda-feira (27/04) é que vamos verificar o posicionamento de cada profissional. 

Tal posicionamento da categoria (professores e funcionários) ficou decidido devido a votação do projeto da Previdência. 

Verifique no link abaixo:

sábado, 25 de abril de 2015

Novo Horário da Manhã

Novo horário do período da Manhã disponível em "Horário Escolar".

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Aula da Professora Carine - Arte






quinta-feira, 23 de abril de 2015

Data será festejada com eventos

Comemoração será nesta quinta feira

 

Da Redação, com assessoria 

Em comemoração ao Dia Mundial do Livro  (23 de abril), a Prefeitura de Guarapuava promove eventos culturais na Casa da Cultura e no Centro de Artes. Nesta quinta feira (23), a partir das 14h30, na Casa da Cultura, alunos das redes municipal e estadual de ensino, participarão de contação de histórias e conversas com os escritores Helvio Campos, que foi premiado com a bolsa Funarte/2009, e Áurea Luz, que se destaca na poesia haicai, de origem japonesa.
A partir das 19h, no Centro de Artes, o Dia do Livro será comemorado com músicas, poemas e poesias. Quem tiver interesse em participar do evento, ainda poderá recitar seus versos favoritos no intervalo das músicas. No Centro de Artes também serão aceitas doações de livros.

Sobre o Projeto Vem Ler
Desde 2013 o Departamento de Cultura da Prefeitura de Guarapuava realiza o projeto Vem Ler, ressaltando a importância e incentivando o hábito da leitura. Mais de cinco mil crianças já participaram do projeto itinerário. "Com a kombi do Vem Ler podemos oferecer às crianças a oportunidade de viver um momento mágico. A contação de histórias e a proximidade com os personagens fazem com que elas gostem cada vez mais de ler", explica a diretora do Departamento de Cultura, Rosevera Bernardim.
Para participar do projeto Vem Ler é preciso agendar um horário na Casa de Cultura de Guarapuava através do (42) 3621- 4580 ou no endereço: Rua Alcione Bastos, 211 – Centro – Guarapuava/PR.

Programação

Bate-Papo com escritores
Data: 23 de abril (quinta-feira)
Horário: 14h30
Local: Biblioteca da Casa da Cultura - Rua Alcione Bastos, 211 – Centro – Guarapuava/PR.

Músicas, poemas e poesias
Data: 23 de abril (quinta-feira)
Horário: 19h
Local: Centro de Artes e Criatividade Iracema Trinco Ribeiro - Rua Vicente Machado, 2365 - Centro - Guarapuava/PR.


Fonte: http://redesuldenoticias.com.br/noticias/22_04_2015_dia_do_livro_sera_comemorado_com_eventos_culturais_.htm

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Descobrimento do Brasil - 22/04/1500

Contexto histórico

O Descobrimento do Brasil deve ser entendido dentro do contexto das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos (séculos XV e XVI). Portugal e Espanha eram as nações mais poderosas do mundo e se lançaram ao mar em busca de novas terras para explorar. Usavam também o mar como rota para chegar as Índias, grande centro comercial da época, onde compravam especiarias (temperos, tecidos, joias) para revender na Europa com alta lucratividade.

A chegada dos portugueses ao Brasil 

O Descobrimento do Brasil ocorreu no dia 22 de abril de 1500. Nesta data as caravelas da esquadra portuguesa, comandada por Pedro Álvares Cabral, chegou ao litoral sul do atual estado da Bahia. Era um local que havia um monte, que foi batizado de Monte Pascoal.
No dia 24 de abril, dois dias após a chegada, ocorreu o primeiro contato entre os indígenas brasileiros que habitavam a região e os portugueses. De acordo com os relatos da Carta de Pero Vaz de Caminha foi um encontro pacífico e de estranhamento, em função da grande diferença cultural entre estes dois povos.

Primeiros contatos com os indígenas 

Cabral recebeu alguns índios em sua caravela. Logo de cara, os índios apontaram para objetos de prata e ouro. Este fato fez com que os portugueses pesassem que houvesse estes metais preciosos no Brasil. Neste contato os portugueses ofereceram água aos índios que tomaram e cuspiram, pois era água velha com gosto muito diferente da água pura e fresca que os índios tomaram. Os índios também não quiseram vinho e comida oferecidos pelos portugueses. 

Neste contato, que foi um verdadeiro “choque de culturas”, houve estranhamento de ambos os lados. Os portugueses estranharam muito o fato dos índios andarem nus, enquanto os indígenas também estranharam as vestimentas, barbas e as caravelas dos portugueses.

No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil, rezada pelo Frei Henrique de Coimbra. Após a missa, a esquadra rumou em direção as Índias, em busca das especiarias. Como acreditavam que a terra descoberta se tratava de uma ilha, a nomearam de Ilha de Vera Cruz (primeiro nome do Brasil).

Polêmica: Descobrimento ou chegada?

Quando usamos o termo “Descobrimento do Brasil” parece que nossa terra não era habitada e os portugueses foram os primeiros a encontra-la. Desta forma, desconsideramos a presença de mais de cinco milhões de indígenas, divididos em várias nações, que já habitavam o Brasil muito tempo antes da chegada dos portugueses. 

Portanto, muitos historiadores preferem falar em “Chegada dos Portugueses ao Brasil”. Desta forma é valorizada a presença dos nativos brasileiros no território. Diante deste contexto, podemos afirmar que os portugueses descobriram o Brasil para os europeus. 

Principal fonte histórica 

A principal fonte histórica sobre o Descobrimento do Brasil é um documento redigido por Pero Vaz de Caminha, o escrivão da esquadra de Cabral. A "Carta de Pero Vaz de Caminha" a D. Manuel I, rei de Portugal, conta com detalhes aspectos da viagem, a chegada ao litoral brasileiro, os índios que habitavam na região e os primeiros contatos entre os portugueses e os nativos. 

Curiosidade:

- A esquadra de Cabral contou com aproximadamente 1400 homens. Eram marinheiros (maioria), técnicos em navegação, escrivão, cozinheiros, padre, ajudantes entre outros.

Fonte: http://www.suapesquisa.com/historiadobrasil/descobrimento_resumo.htm

terça-feira, 21 de abril de 2015

21 de Abril — Dia de Tiradentes

O dia de Tiradentes é celebrado, sob regime de feriado nacional, em 21 de abril desde 1965 como forma de construção da imagem heroica do Patrono da Nação.

O alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, foi um dos principais articuladores da Inconfidência Mineira

Desde 1965, aos 21 dias do mês de abril, celebra-se no Brasil o Dia de Tiradentes e, junto à pessoa deste, rememoram-se também os acontecimentos que configuraram a Inconfidência Mineira. Neste texto, procuraremos explicitar os motivos pelos quais Tiradentes passou a ser considerado um herói nacional e Patrono da Nação Brasileira.
Sabe-se que “Tiradentes” era o apelido de Joaquim José da Silva Xavier, um alferes (cargo militar da época colonial) que também exerceu a profissão de dentista. Tiradentes participou ativamente de um dos principais movimentos de contestação do poder que a coroa portuguesa exercia sobre o Brasil Colônia: a Inconfidência Mineira. Sabemos que esse movimento articulou-se entre os anos de 1788 e 1789 e foi permeado por ideias provindas do Iluminismo que se alastrou pela Europa, na segunda metade do século XVIII.
Os inconfidentes de Minas Gerais geralmente integravam, com exceção de poucos, a elite cultural e social daquela região (como era o caso do poeta Tomás Antônio Gonzaga) ou então ocupavam postos militares ou exerciam profissões liberais, como era o caso do referido Tiradentes. O que dava unidade ao grupo eram ideias como a de liberdade e igualdade (ideias essas que também fomentaram a Revolução Francesa, em 1789), além do anseio pela emancipação e independência com relação à Coroa Portuguesa, à época governada pela rainha D. Maria, “A louca”.
Os planos de insurgência contra o governo local em Minas, representado pelo Visconde de Barbacena, foram articulados em 1788 e tiveram como estopim a política de cobrança de impostos sobre a produção aurífera e sobre os rendimentos que ganhava cada pessoa que compunha a população de Minas Gerais. Esse último imposto era conhecido sob o nome de “derrama”. Apesar de terem uma organização bem elaborada, os inconfidentes acabaram por ser delatados por Silvério dos Reis, um devedor de tributos que, com a denúncia, acreditava poder sanar suas dívidas com a coroa.
Todos os inconfidentes foram presos. Tiradentes foi apanhado no Rio de Janeiro. O processo estabelecido contra eles e os subsequentes julgamentos e sentenças só terminaram em 1792, no dia 18 de abril. Os principais líderes receberam a pena do banimento, isto é, foram expulsos do país. Tiradentes, ao contrário, foi enforcado no dia 21 de abril ao som de discursos que louvavam a rainha de Portugal. Seu corpo foi esquartejado e sua cabeça exibida na praça principal da cidade de Ouro Preto.
Evidentemente, o dia da morte de Tiradentes por muito tempo foi compreendido como o dia em que um rebelde foi morto, como típico exemplo de retaliação absolutista. Entretanto, após a Independência do Brasil e, principalmente, após a Proclamação da República (época em que o Brasil, já desvinculado de Portugal, procurava construir sua identidade nacional), a imagem de Tiradentes começou a ser recuperada e louvada como um dos heróis da nação ou como um dos que primeiramente lutaram (até a morte) pela liberdade.
Um exemplo dessa imagem foi a instalação, em 1867, do primeiro monumento a Tiradentes na cidade de Ouro Preto. Outro exemplo, o mais notório, foi a confecção, por parte do pintor Pedro Américo, do quadro “Tiradentes Esquartejado” (ver imagem no topo do texto) em 1893, época em que a República, recém-instituída, procurava os mártires e os patronos da “Nação Brasileira”. O Tiradentes de Pedro Américo traduz a imagem idealizada do martírio, que se aproxima do martírio de Cristo.
Essa visão republicana de Tiradentes permaneceu (e, de certo modo, ainda permanece) no imaginário popular dos brasileiros. Em 1965, durante a primeira fase do regime militar no Brasil, o marechal CasteloBranco, então presidente da República, contribuiu para o reforço dessa imagem de Tiradentes, sancionando a Lei Nº 4. 897, de 9 de dezembro, que instituía o dia 21 de abril como feriado nacional e Tiradentes como, oficialmente, Patrono da Nação Brasileira.

Por Me. Cláudio Fernandes


Fonte: http://www.brasilescola.com/datas-comemorativas/tiradentes.htm

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Desafio OBMEP 2015 - Parte 1


domingo, 19 de abril de 2015

História do Dia do Índio

Comemoramos todos os anos, no dia 19 de Abril, o Dia do Índio. Esta data comemorativa foi criada em 1943 pelo presidente Getúlio Vargas, através do decreto lei número 5.540. Mas porque foi escolhido o 19 de abril?

Origem da data 

Para entendermos a data, devemos voltar para 1940. Neste ano, foi realizado no México, o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Além de contar com a participação de diversas autoridades governamentais dos países da América, vários líderes indígenas deste contimente foram convidados para participarem das reuniões e decisões. Porém, os índios não compareceram nos primeiros dias do evento, pois estavam preocupados e temerosos. Este comportamento era compreensível, pois os índios há séculos estavam sendo perseguidos, agredidos e dizimados pelos “homens brancos”.

No entanto, após algumas reuniões e reflexões, diversos líderes indígenas resolveram participar, após entenderem a importância daquele momento histórico. Esta participação ocorreu no dia 19 de abril, que depois foi escolhido, no continente americano, como o Dia do Índio.

Comemorações e importância da data 

Neste dia do ano ocorrem vários eventos dedicados à valorização da cultura indígena. Nas escolas, os alunos costumam fazer pesquisas sobre a cultura indígena, os museus fazem exposições e os minicípios organizam festas comemorativas. Deve ser também um dia de reflexão sobre a importância da preservação dos povos indígenas, da manutenção de suas terras e respeito às suas manifestações culturais. 

Devemos lembrar também, que os índios já habitavam nosso país quando os portugueses aqui chegaram em 1500. Desde esta data, o que vimos foi o desrespeito e a diminuição das populações indígenas. Este processo ainda ocorre, pois com a mineração e a exploração dos recursos naturais, muitos povos indígenas estão perdendo suas terras.


Fonte: http://www.suapesquisa.com/datascomemorativas/dia_do_indio.htm

sábado, 18 de abril de 2015

Novo site dos Núcleos Regionais de Educação

A Secretaria da Educação está concluindo os últimos detalhes para o lançamento do novo site dos Núcleos Regionais de Educação (NREs). Além do visual, que agora segue o padrão das páginas institucionais do Governo do Paraná, os usuários também irão encontrar uma série de novidades:

- Padronização de conteúdo: todas as páginas dos 32 NREs estão organizadas do mesmo modo. Agora, quando um professor muda de região, encontrará as informações que necessita com facilidade;

- Navegação intuitiva: os tópicos mais acessados pelos usuários, Convocações de PSS e Distribuição de Aulas/Funções estão destacados em todas as páginas dos Núcleos, com as informações mais relevantes disponíveis e os documentos separados por município;

- Formato: todos os arquivos de Recursos Humanos estão no mesmo formato, o .pdf, que pode ser acessado por qualquer sistema operacional de computador ou celular, evitando complicações com alguns programas que não abrem arquivos em formatos antigos ou incompatíveis;

- Módulo de documentos: cada um dos arquivos possui uma descrição, tamanho, e a data em que foi inserido no sistema, bem como uma data de quando foi atualizado pela última vez. Isso permite que o usuário verifique se precisa mesmo baixar o arquivo.

TREINAMENTO - Débora Vilas Boas Talga Weiller é a chefe do Núcleo Regional de Educação de Assis Chateaubriand, e aguarda com expectativa o site novo. “Nossos técnicos estão elogiando muito a nova página do Núcleo. Eu, pessoalmente, achei muito prática, de fácil acesso. E a mudança no visual também deixa o site dos NREs e o da Secretaria da Educação mais vinculados, mais próximos um ao outro, para nossos professores, funcionários e comunidade”, conta.

Kelly Christina Rezende é funcionária da Coordenação Regional de Tecnologia Educacional (CRTE) do NRE de Umuarama e foi uma das participantes do treinamento para cadastrar conteúdos no site novo. “O site ficou clean, ou seja, limpo. O uso vai ficar muito mais fácil, e acredito que nossos professores e funcionários vão encontrar todo o material que procurarem”, diz.

Neiva Martin trabalha no Núcleo Regional de Educação da Área Metropolitana Sul, na coordenação de Recursos Humanos, e também passou pelo treinamento. “Uma das principais melhorias no site novo é sem dúvida a padronização entre os núcleos. Agora você pode encontrar a informação sempre no mesmo lugar, não importando em qual região”, afirma.

ARQUIVO – O conteúdo antigo do site dos Núcleos Regionais de Educação foi migrado para a página nova, e sua versão antiga deixará de ser acessível com o lançamento da página atualizada.

Funcionários dos NREs e da Diretoria de Tecnologia da Secretaria da Educação trabalharam por vários meses nesta migração de conteúdo. Foram treinadas 160 pessoas para utilizar as ferramentas administrativas do site, através de videoaulas que continuam disponíveis aos participantes, caso queiram tirar dúvidas ou rever algum conteúdo.

A página estará disponível no endereço www.nre.seed.pr.gov.br, substituindo a versão atual.


Fonte: http://www.educacao.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=5831&tit=Novo-site-dos-Nucleos-Regionais-de-Educacao

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Inscrições para vagas remanescentes para candidatos dos Vestibulares 2015

Publicado 15 de abril de 2015 | Por gciquelero

Nesta quinta-feira (16), a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), por meio da Coordenadoria Central de Processos Seletivos (Coorps), abriu inscrições para a lista de espera de preenchimento das vagas remanescentes. Ao todo, são 338 vagas nas oito unidades universitárias da instituição.

Os interessados em concorrer às vagas devem realizar a inscrição pelo site unicentro.br/vagasremanescentes, até o dia 21 de abril. A partir do número de inscritos nesse processo, será gerada uma lista de espera, com uma nova classificação, baseada nos escores obtidos pelo candidato nos concursos vestibulares para ingresso em 2015. A Coorps emitirá edital com a nova classificação e a ser publicado até o dia 23 de abril pela Pró-Reitoria de Ensino (Proen). No edital constará a data, local e horário das matrículas, bem como toda a documentação necessária.

Para compor a lista de espera para o preenchimento das vagas remanescentes, somente poderá se inscrever o candidato classificado nos concursos vestibulares para ingresso em 2015, que não tenha sido convocado para realizar a matrícula em primeira chamada ou nas chamadas adicionais.

A reclassificação dos candidatos inscritos será feita por ordem decrescente dos escores obtidos nos concursos vestibulares para ingresso em 2015. Na ocorrência de candidatos com igual número de pontos na reclassificação, o desempate se dará considerando o candidato mais idoso.
Para acessar o edital com as vagas, clique aqui.

Fonte: http://www2.unicentro.br/noticias/2015/04/15/inscricoes-para-vagas-remanescentes-para-candidatos-dos-vestibulares-2015/


quinta-feira, 16 de abril de 2015

Sua ideia pode virar selo

Portal dos Correios

As emissões de selos são definidas pela Comissão Filatélica Nacional, a partir das propostas da população. Sugira selos sobre artes, cultura popular, datas comemorativas, arquitetura, esportes, fauna, flora, literatura brasileira, personalidades, preservação do meio ambiente, turismo e outros. Conheça os critérios de escolha das sugestões na Portaria 500/2005, do Ministério das Comunicações.
Para propor sua sugestão efetue o seu cadastro logo abaixo ou clique em "Sim", caso já seja cadastrado. Se preferir, envie sua proposta e a justificativa para o seguinte endereço:

Departamento de Filatelia e Produtos
Edifício Sede dos Correios ? 12º andar
70002-900 Brasília – DF

Você tem até 01/06/2015 para encaminhar suas sugestões para a emissão de selos em 2016.
E se não quiser esperar para ter seu tema contemplado, você ainda tem outra opção: personalize um selo dos Correios com sua foto ou desenho, homenageando pessoas, empresas e outras instituições, divulgando sua logomarca ou promovendo seus eventos. O Selo Personalizado é uma ótima opção e é um serviço que pode ser contratado a qualquer período. Conheça esse e outros de nossos produtos personalizados.


Fonte: http://www2.correios.com.br/selos/selos_postais/vota_selo/

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Curso pós-técnico de gerência de resíduos sólidos

Assessoria de Comunicação/Seed

A Secretaria da Educação possui uma nova oferta de especialização para profissionais com formação técnica que desejam ampliar seus conhecimentos. A novidade é o pós-técnico em planejamento e gerenciamento de resíduos sólidos. O curso é inédito na região sul do Brasil e é ofertado gratuitamente no Colégio Estadual Dr. Marins Alves de Camargo, em Paranavaí, no Noroeste.
A oferta surgiu após uma pesquisa realizada por técnicos do Núcleo Regional de Educação (NRE), que detectou a ausência de profissionais capacitados para a elaboração de planos de gerenciamento de resíduos sólidos na região. “Realizamos um estudo para entender quais são as principais necessidades das regiões e na sequência adequar a oferta da educação profissional à demanda do setor produtivo de cada região”, disse a diretora do Departamento de Educação e Trabalho (DET), Fabiana Campos.
O levantamento é feito em todas as regiões do Estado e vai identificar demandas para oferecer cursos de especialização aos profissionais que desejam aperfeiçoar os conhecimentos na área em que atuam. “A oferta das especializações será feita conforme os diagnósticos”, afirmou Fabiana Campos.

CURSO - A especialização tem duração de seis meses, com carga horária de 350 horas-aula. Durante o curso os alunos participam de aulas teóricas e práticas, que são realizadas no laboratório da escola e em empresas parceiras do colégio. “É uma oportunidade para ampliarmos e completarmos os conhecimentos que já vimos durante os cursos”, disse a técnica em meio ambiente, Leila Maria Gerondi.
A formação atende à demanda dos moradores e empresários da região para capacitações voltadas para o gerenciamento de resíduos sólidos de origens industrial e/ou hospitalar. “É um mercado que está crescendo muito e com a formação, as oportunidades de emprego também aumentam”, contou o técnico em segurança do trabalho, Adilson Francisco.
O curso também cumpre a determinação da Lei 12.305 (Política Nacional de Resíduos Sólidos), que estabelece normas para o gerenciamento desses rejeitos.
Além de gerenciamento de resíduos, a rede estadual de ensino conta ainda com especialização em enfermagem do trabalho, ofertado em Curitiba, no Colégio Estadual São Pedro Apóstolo, e em Cascavel, no Centro Estadual de Educação Profissional Pedro Boaretto Neto.


Esta notícia foi publicada em 14/04/15 no site www.educacao.pr.gov.br. Todas as informações são de responsabilidade do autor.