sábado, 11 de julho de 2015

Vestibular de Medicina na Campo Real poderá ser já no início de 2016

Serão 55 vagas em um vestibular que irá ocorrer no início de 2016, logo após a homologação do Governo Federal; Anúncio do Curso de Medicina na Faculdade Campo Real foi realizado na manhã desta quinta-feira (10)

Vestibular de Medicina na Campo Real poderá ser já no início de 2016

Os ministros da Saúde, Arthur Chioro, e da Educação, Renato Janine, anunciaram ontem pela manhã a Campo Real como Faculdade que irá sediar o curso de Medicina em Guarapuava. Serão 55 vagas em um vestibular que irá ocorrer no início de 2016, logo após a homologação do Governo Federal. O anúncio feito durante coletiva de imprensa no MEC e realizou um sonho antigo de toda a cidade em sediar a formação. A ação faz parte das medidas estruturantes do Programa Mais Médicos, que visam à expansão e interiorização da formação médica no país. Na primeira classificação divulgada ainda neste ano, a Faculdade ficou em segundo lugar. A procura pelo município, por parte das instituições foi grande, sendo selecionadas para o processo, faculdades de Guarapuava, Curitiba, Londrina e Rio de Janeiro.
Segundo o diretor da Faculdade Campo Real, professor Edson Aires, o vestibular será oferecido já em 2016. “Nós teremos agora Medicina, já temos discutidos algumas coisas em torno disso, vamos oferecero primeiro vestibular no menor tempo possível segundo a legislação, em tres meses logo após a homologação. Temos a possibilidade de oferecer o vestibular já no final deste ano, mas está certo para realizar no início do ano de 2016, para nós já está até demorando porque estamos num ritmo bastante empolgante. Pense na importância para Guarapuava, essa faculdade é daqui e feita por pessoas daqui”, explicou o diretor.
Para o sócio mantenedor da Faculdade, doutor Antonio Cezar Ribas Pacheco, com a vinda do Curso, Guarapuava passa a exercer uma influência ainda mais forte em toda a microrregião. “Estivemos em todos os municipios da 5ª Regional fazendo convênios, conversando, explicando. Sempre pensamos em fazer um curso de vanguarda, que seja escolhido e não um lugar para abrigar pessoas. Em todo esse processo muitas pessoas se juntaram para realizar o trabalho principalmente pelos nossos professores. Guarapuava exerce hoje uma influência microrregional e passa agora exercer uma influência macrorregional com tantas políticas de saúde”, argumentou.
Outro sócio mantenedor da Faculdade Campo Real que esteve em Guarapuava, Wilson Ramos Filho, destacou que o curso de medicina vai somar no desenvolvimento econômico e social da cidade, algo alinhado ao programa Mais Médicos do Governo Federal. “Nós acreditamos no Brasil, no Paraná e em Guarapuava. Não é retórico, achamos que precisam de mais médicos no país, foi uma decepção quando várias pessoas começaram a ser contra mais médicos, condenando pessoas mais pobres a ficarem sem o atendimento. A Faculdade pensou em contribuir para isso, pensando na humanidade e na formação sociológica e humana para o atendimento da população”, destacou.
O primeiro vestibular do curso de Medicina está previsto para o início de 2016. Guarapuava irá ofertar 55 vagas. O município faz parte das 39 cidades brasileiras selecionadas para oferecer o curso integrante do Programa Mais Médicos do Governo Federal. Para sediar o curso de Medicina no município, concorreram instituições de Guarapuava, Curitiba, Londrina e Rio de Janeiro. O resultado final será divulgado pelo MEC em 28 de agosto.​


Reações
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário