quarta-feira, 8 de julho de 2015

Secretarias e universidades definem novos rumos do PDE

Representantes da Secretaria de Estado da Educação e da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e das Instituições de Ensino Superior se reuniram nesta quarta-feira (8), em Curitiba, para definir encaminhamentos do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE). O encontro ainda definiu a criação de um grupo de trabalho para reavaliar o programa.

A reunião apresentou soluções para questões financeiras e de certificação pendentes do programa de 2013-2014. Ainda foi apresentado um calendário para a retomada das atividades do Programa – a implementação dos projetos nas escolas e a produção de artigo acadêmico. “O resultado da reunião foi muito proveitoso. Conseguimos encaminhar soluções para as demandas existentes, reforçando o diálogo existente entre a educação básica e o ensino superior”, destacou a secretária de Estado da Educação, Ana Seres.

Já a formação de um grupo de trabalho irá permitir a discussão de mudanças no atual modelo do programa. “É necessária uma reavaliação, rediscutindo seu formato, sempre com a perspectiva de fortalecer as ações que estão dando certo e rever aquelas que precisam de ajustes com a finalidade de manter a oferta da qualidade do programa”, explicou Ana Seres. O primeiro encontro deve acontecer até o final de julho.

A nova turma do PDE, que contará com dois mil professores, terá início em 2016. A definição foi um acordo em conjunto entre os representantes das Secretarias e os pró-reitores e coordenadores do PDE nas universidades públicas.

Devido às greves que ocorreram nas escolas da educação básica e nas universidades estaduais foi preciso repensar o calendário da nova turma do programa. “Dentro do contexto gerado, as universidades precisam se reorganizar na sua vida acadêmica e assumir um novo compromisso com um programa como o PDE seria inviável”, comentou o presidente da Associação Paranaense das Instituições de Ensino Superior Público (Apiesp), Aldo Nelson Bona.

O PDE é uma política inovadora de formação e valorização do docente, que possibilita ao professor o afastamento de 100% da função docente no primeiro ano do Programa e de 25% no segundo ano, para realização de estudos e elaboração de produções nas universidades. É uma parceria entre as Secretarias estaduais da Educação; da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; e as Instituições de Ensino Superior públicas do Estado do Paraná.

O objetivo é colaborar para a melhoria da prática pedagógica dos professores nas escolas públicas paranaenses e também serve para direcionar o trabalho das universidades. “O programa é uma experiência que contribui para a qualificação profissional do professor da educação básica, e como retroalimentação aos professores das instituições de ensino superior, uma vez que as discussões servem para reavaliar as propostas das licenciaturas”, disse o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes.

GTR - A reunião também confirmou as inscrições para o Grupo de Trabalho em Rede (GTR) do PDE. A partir do dia 13 de julho os professores e pedagogos da rede estadual de ensino poderão se inscrever. As vagas serão preenchidas conforme a ordem de inscrição. Os interessados deverão ter cadastro no Portal Dia a Dia Educação.

Serão feitas em duas etapas: de 13 a 17 de julho de 2015, apenas os professores concursados poderão se inscrever no GTR de sua disciplina de concurso ou na área de Gestão Escolar. De 27 a 31 de julho de 2015, as inscrições serão abertas também aos professores contratados por Processo Seletivo Simplificado (PSS).

O GTR permite que os professores da rede estadual possam discutir os temas propostos pelos professores que ingressaram no PDE. Além da interação que envolve assuntos de ensino e de aprendizagem, o curso serve também a formação continuada do professor.


Fonte: http://www.educacao.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=5986&tit=Secretarias-e-universidades-definem-novos-rumos-do-PDE
Reações
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário